Maersk Drilling vai fazer um furo de prospecção de petróleo com 3628 metros em Angola

15 January 2020

A Maersk Drilling foi contratada pelo grupo francês Total para efectuar a perfuração do poço petrolífero mais profundo do mundo, ao largo da costa de Angola e Namíbia, a 3628 metros de profundidade, informou a empresa em comunicado divulgado terça-feira.

O contrato envolve a perfuração de três furos de exploração, dois dos quais nos blocos 32 e 48 de Angola, sendo precisamente neste último que vai ser batido o anterior recorde de 3400 metros atingido em 2016 no Uruguai pelo navio Maersk Venturer.

O terceiro furo será efectuado também pelo navio Maersk Voyager, dito de sétima geração, na Namíbia, sendo o valor total do contrato de 46,3 milhões de dólares.

A Maersk Drilling informou ainda que a campanha deverá ter início ainda em Janeiro corrente com um prazo de execução estimado de 240 dias.

O comunicado acrescenta que a actividade a realizar tanto em Angola como na Namíbia será feita em cooperação com parceiros locais, a fim de obter bons resultados e e ajudar ao desenvolvimento da indústria local de petróleo e gás natural.

O Maersk Voyager é um navio para a realização de furos em águas ultra-profundas que faz parte da frota da empresa desde 2014. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH