Grupo China Merchants Port Holdings vende activos no Brasil a dois fundos estatais da China

20 January 2020

O grupo China Merchants Port Holdings Co., Ltd. vendeu parte das acções da Terminal de Contentores do Paranaguá (TCP), um dos maiores do Brasil, a dois fundos estatais chineses, incluindo um centrado nos mercados dos países de língua portuguesa, informou o grupo em comunicado divulgado sexta-feira.

Os fundos China-Portugal Cooperation Development Fund (gerido pelo Fundo de Desenvolvimento China-África) e China-LAC Cooperation Fund adquiriram 22,55% do capital social da TCP, no decurso de uma cerimónia de transferência de acções que concluiu um processo iniciado no segundo semestre de 2018.

O China Merchants Port Holdings Co., Ltd. assinou em Fevereiro de 2018 em Brasília o contrato que oficializou a aquisição de 90% da TCP Participações, grupo que gere o terminal de contentores de Paranaguá, no Estado do Paraná.

O terminal de contentores de Paranaguá, o segundo maior do Brasil, tem uma capacidade de processamento anual de 1,5 milhões de TEU (unidade equivalente a um contentor de 20 pés) e iniciou um projecto de expansão para poder processar 2,4 milhões de TEU/ano.

O comunicado é omisso quanto ao montante pago pelos dois fundos para adquirir aquela participação na TCP, sendo que o negócio inicial envolveu o pagamento pelo grupo chinês de 2891 milhões de reais (922 milhões de dólares, segundo o câmbio da altura).

O Fundo de Cooperação e Desenvolvimento China-Países de Língua Portuguesa, fundado em 2013 com activos no valor de mil milhões de dólares, tem como missão investir nos mercados daqueles países.

O Fundo China-América Latina, criado em 2014 durante uma visita do Presidente chinês Xi Jinping ao Brasil, tem como accionista principal o Banco de Exportações e Importações da China, com 60%, estando os restantes 40% na posse Administração do Estado da China para as Moedas Estrangeiras. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH