Transporte marítimo perde importância para quem visita Macau

22 January 2020

O número de visitantes que escolheu o transporte marítimo para chegar a Macau em 2019 registou uma quebra de 39,5% para 6,26 milhões de pessoas, se bem que tenha mantido o segundo lugar no que respeita à via de entrada no território, informaram os Serviços de Estatística e Censos.

A quebra foi mais significativa no número de visitantes chegados pelo Terminal do Porto Exterior, com menos 41,7% ou 3,56 milhões de pessoas, sendo que no Terminal Marítimo de Passageiros da Taipa a queda foi ligeiramente inferior com 36,3% e 2,70 milhões de pessoas.

O maior número de visitantes entrados em Macau continuou a chegar pelas Portas do Cerco, com 29,29 milhões, mas os chegados pela Ponte Hong Kong – Zhuhai – Macau aproximaram-se dos que escolheram a via marítima, com um total de 5,38 milhões de pessoas.

Macau recebeu em 2019 um total de 39,40 milhões de visitantes, um acréscimo de 10,1% face a 2018, sendo que da China continental chegaram 27,92 milhões de pessoas, de Hong Kong 7,35 milhões e de Taiwan 1,06 milhões, números que representam acréscimos anuais de 10,5%, 16,2% e 0,2%, respectivamente.

Os Serviços de Estatística e Censos informaram ainda que de todos os visitantes entrados em Macau no ano transacto 11,41 milhões eram oriundos das nove cidades do Delta do Rio das Pérolas da Grande Baía, mais 26,3%, em termos homólogos.

Em Dezembro de 2019 chegaram a Macau 3,08 milhões de visitantes, uma quebra de 13,6% em termos homólogos, tendo os provenientes da China continental registado uma quebra de 14,5% para 2,09 milhões. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH