Porto de Maputo, Moçambique, regista novo recorde de processamento de carga em 2019

12 February 2020

A carga processada no porto de Maputo em 2019 atingiu 21 milhões de toneladas, superando o recorde de 19,5 milhões de toneladas registado em 2018, informou a Companhia de Desenvolvimento do Porto de Maputo (MPDC).

O crescimento verificado em 2019 ficou a dever-se, fundamentalmente, ao processamento de maiores quantidades de crómio e ao crescimento substancial do número de contentores e da tonelagem de magnetite.

O comunicado divulgado terça-feira revela que o crómio foi responsável por 30% de toda a carga processada, tendo 6,4 milhões ou 82% do total chegado ao porto da capital moçambicana por estrada.

No entanto, o esforço conjunto empreendido pela empresa Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique, a empresa ferroviária sul-africana TFR e o porto de Maputo continua a produzir resultados positivos na obtenção de um maior equilíbrio entre a carga rodoviária e ferroviária”, pode ler-se.

Em 2020, com a conclusão do projecto de recuperação dos cais (a primeira fase será entregue em Maio de 2020 e a segunda fase em Julho de 2020), está previsto um crescimento adicional e uma maior eficiência no processamento de carga.

A recuperação irá não só criar cais com um calado de até -16 metros, como irá melhorar a taxa de ocupação dos mesmos através da criação de uma área de atracação maior.

A aquisição de novo equipamento de processamento de carga, tais como dois guindastes móveis, pás-carregadores, tractores, escavadores para descarga de vagões, etc. contribuíram para os resultados atingidos no processamento da carga a granel. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH