Casinos de Macau podem reabrir a partir de dia 20 de Fevereiro

18 February 2020

O governo de Macau anunciou segunda-feira que a partir do próximo dia 20 de Fevereiro os 39 casinos de Macau podem voltar a operar.

O Secretário para a Economia e Finanças Lei Wai Nong disse numa conferência de imprensa que os operadores têm 30 dias para abrir de forma gradual os casinos.

Continuam, no entanto, encerrados teatros, cinemas, bares, saunas, salas de jogos electrónicos, cibercafés, salões de beleza, ginásios, salas de dança, karaokes e cabarets.

Os casinos de Macau fecharam a 5 de Fevereiro numa medida do governo destinada a reduzir ajuntamentos de pessoas e impedir, dessa forma, a propagação do Covid-19.

Lei disse que a decisão foi tomada tendo em conta que há mais de 80 mil trabalhadores no sector que necessitam de garantir a sua subsistência.

Durante a conferência de imprensa, o secretário para a Administração e Justiça, André Cheong, anunciou também novas medidas destinadas a reforçar o combate contra o vírus em Macau.

Assim, a partir do dia 20 de Fevereiro os trabalhadores não-residentes que tenham estado na China Continental se quiserem regressar a Macau vão ter de ficar de quarentena no vizinho município de Zhuhai e só depois de obterem um atestado médico dizendo que não tem o vírus poderão entrar em Macau.

André Cheong Weng Chon admitiu ainda que outras medidas podem vir a ser postas em prática, nomeadamente obrigando a que todos os residentes de Macau que tenham estado na China Continental e regressem ao território fiquem de quarentena.

Cerca de 50% dos trabalhadores de Macau são não-residentes, sendo que mais de 11 mil vivem em Zhuhai e cruzam a fronteira com o vizinho município duas vezes por dia.

O número de turistas que cruza a fronteira de Macau diariamente caiu 90% nas últimas semanas e actualmente é de apenas 2800, sendo 1400 da China Continental.

A província de Guangdong, onde Macau está localizado, regista actualmente 1328 casos com 4 mortes, o município de Zhuhai, limítrofe a Macau, tem 98 casos sem fatalidades e Hong Kong registou 60 casos com uma morte.

Macau contabiliza 10 casos, cinco dos quais já tiveram alta, não houve qualquer morte e há 13 dias consecutivos que não se regista um novo caso de Covid-19. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH