Procura da China por carne de porco do Brasil aumenta em Janeiro de 2020

18 February 2020

A procura de carne de porco por parte da China fez com que as exportações brasileiras deste produto tenham atingido 68,5 mil toneladas em Janeiro passado, segundo números divulgados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

O montante exportado representa um aumento de 41% em termos comparativos com Janeiro de 2019, período em que foram embarcadas 48,5 mil toneladas.

A receita obtida foi de 164,1 milhões de dólares, valor que é superior em 78,9% ao registado em Janeiro de 2019, com 91,7 milhões de dólares.

A China manteve-se como o principal motor das exportações brasileiras, tendo as 30,6 mil toneladas ou 45% do total exportado representado um aumento de 252% em comparação com os números de Janeiro de 2019.

A procura chinesa manteve-se elevada ao longo do mês de Janeiro, sendo um factor importante no aumento das exportações brasileiras”, disse Francisco Turra, presidente da ABPA, segundo a Agência SAFRAS.

Francisco Turra disse ainda que outros mercados também ajudaram no aumento das exportações brasileiras deste produto, caso de Hong Kong cujas importações cresceram 93% e do Vietname, com um acréscimo de 330%.

A epidemia de coronavírus na China tem adiado a abertura de novas instalações de criação de porcos e colocado ainda mais pressão sobre a oferta e os preços da carne de porco.

A oferta de carne de porco produzida na China registou uma quebra de 21,3% em 2019, em resultado de um surto de peste suína africana, algo que forçou as autoridades sanitárias a ordenarem a destruição de 390 mil animais. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH