Aplicação da reserva financeira de Macau obtém retorno de 5,6% em 2019

26 February 2020

O rendimento dos investimentos da reserva financeira de Macau em 2019 atingiram 30,2 mil milhões de patacas (3,77 mil milhões de dólares), correspondendo a uma rentabilidade anual de 5,6%, informou a Autoridade Monetária de Macau (AMCM).

A rentabilidade alcançada estabeleceu um novo recorde desde a criação da reserva financeira em 2012, tendo a AMCM atribuído tal acontecimento ao facto de as aplicações terem beneficiado da recuperação significativa dos mercados de capitais.

O valor da reserva financeira aumentou 13,9% em termos homólogos em 2019 para 579,4 mil milhões de patacas (72,42 mil milhões de dólares), sendo que a reserva básica representava 148,9 mil milhões de patacas e a reserva extraordinária 430,5 mil milhões de patacas.

A AMCM informou ainda que a recuperação sentida pelos mercados de capitais ficou a dever-se ao abrandamento na disputa comercial entre a China e os Estados Unidos da América e a situação do Brexit que se tornou gradualmente mais clara, juntamente com as sucessivas políticas monetárias mais flexíveis adoptadas pelos principais bancos centrais.

Numa previsão do que se poderá passar em 2020, a Autoridade Monetária de Macau antecipa uma pressão significativa dos mercados de acções onde as avaliações de activos já são altas, tendo em conta os factores de incerteza e o risco de queda da economia global, bem como o surto do novo tipo de coronavírus no início do ano.

Menciona igualmente que o ambiente do mercado monetário de taxas de juros baixas e até negativas também apresenta desafios para a gestão de investimentos das reservas, pretendendo a AMCM, face a todos estes factores desfavoráveis, “continuar a optimizar a aplicação de activos segundo as condições do mercado, respeitando os princípios da “segurança, eficácia e estabilidade.” (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH