Serviços públicos de Macau reabrem dia 2 de Março

28 February 2020

Todos os serviços públicos de Macau reabrem no dia 2 de Março próximo, tendo em conta os resultados positivos do combate ao COVID-19 efectuado pelo governo desde a eclosão da epidemia e as necessidades da população.

Um comunicado do gabinete do Secretário para a Administração e Justiça, divulgado na quinta-feira, refere no entanto, que os cidadãos que precisem de tratar de formalidades junto dos serviços públicos devem apresentar a declaração de saúde obrigatória, comprovando que não têm tosse ou febre, entre outros sintomas, sob pena de poder ser recusada a sua entrada nos departamentos governamentais.

Os utentes das repartições públicas são obrigados a usar máscara se pretenderem aceder às instalações do governo e ficam sujeitos à medição da temperatura corporal.

A decisão do governo de Macau faz com que cerca de 30 mil funcionários públicos regressem ao trabalho depois das repartições públicas terem encerrado completamente entre 10 e 14 de Fevereiro e retomado o serviço parcialmente a partir de 17 de Fevereiro.

O governo anunciou igualmente que a partir do dia 2 de Março todos os estabelecimentos de entretenimento e jardins podem reabrir ao público mas aconselham o uso de máscara aos utentes das instalações.

As autoridades sanitárias estabeleceram ainda instruções para os mesmos estabelecimentos que determinam a redução em 50% do habitual número de clientes e assegurando ao mesmo tempo uma distância de um metro entre os utilizadores dos vários estabelecimentos de entretenimento, como cinemas.

Os casinos de Macau reabriram na quase sua totalidade a 20 de Fevereiro, depois de terem estado encerrados durante 15 dias sendo, no entanto, obrigatória a aplicação de medidas especiais de segurança, nomeadamente máscaras para trabalhadores e jogadores e medição da temperatura corporal.

Os casinos de Macau empregam cerca de 57 mil trabalhadores.

As autoridades anunciaram também a abertura dos centros de explicações em Macau mas mantém-se encerradas as escolas e universidades.

O governo admite que a situação das escolas e universidades poderá regressar à normalidade em Abril.

Macau registou 10 casos de COVID-19 mas oito, todos eles da província de Hubei, já tiveram alta hospitalar e regressaram à China.

Macau não regista nenhum caso de COVID-19 há 23 dias.(Macauhub)

MACAUHUB FRENCH