Banco de Moçambique e instituições de crédito partilham responsabilidades na gestão da moeda em circulação

5 March 2020

O Banco de Moçambique e as instituições de crédito e sociedades financeiras (ICSF) assinaram quarta-feira em Maputo um memorando de entendimento que prevê a partilha de responsabilidades na gestão do ciclo de numerário.

O objectivo do entendimento é promover a eficiência na circulação de notas e moedas como meios de pagamento seguros e de boa qualidade.

O governador do Banco de Moçambique, Rogério Zandamela, disse que o memorando reveste-se de importância capital pois ajudará a modernizar a gestão do ciclo de numerário, “promovendo maior eficiência, ao garantir que a selecção, a contagem, o transporte e a distribuição de notas e moedas de metical sejam realizadas correctamente e a baixo custo.”

Zandamela, citado pela agência de notícias AIM garantiu que, “em breve”, serão emitidos normativos apropriados para operacionalização da divisão de responsabilidades entre o Banco de Moçambique e as ICSF.

Explicou que, enquanto banco emissor, cabe ao Banco de Moçambique assegurar a integridade das notas e moedas do metical em circulação, acompanhar o nível da sua qualidade, bem como educar o público em matérias de manuseamento e conservação de notas e moedas.

Enquanto isso, segundo Zandamela, às instituições de crédito cabe, “seleccionar e verificar a autenticidade de numerário, para se protegerem de perdas devido a contrafacção ou falsificação, e garantir que as notas e moedas em circulação sejam genuínas e de boa qualidade.”  (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH