Conferência Anual do Sector Privado de Moçambique poderá ser integrada na Feira Internacional de Maputo

5 March 2020

O governo de Moçambique e a Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA) pretendem integrar a Conferência Anual do Sector Privado (CASP) nas edições regulares da Feira Internacional de Maputo, escreveu o matutino Notícias, de Maputo.

A pretensão é uma das principais decisões de uma audiência concedida à liderança da CTA pelo ministro da Indústria e Comércio, Carlos Mesquita, na qualidade de ponto focal do Governo no âmbito do diálogo público-privado.

O jornal escreveu ainda que a próxima edição (XVII) da CASP irá decorrer ainda nos moldes actuais, devendo ter o seu ponto mais alto entre os dias 5 e 7 de Maio, onde serão delineadas estratégias para a melhoria do ambiente de negócios em Moçambique.

Durante a audiência, o governo e CTA discutiram também as medidas de curto prazo e o programa de acompanhamento e avaliação, além de terem feito uma reflexão em torno do ambiente de negócios em Moçambique, onde a visão do sector privado sobre a matéria se resume, essencialmente, na necessidade de aplicação das reformas já aprovadas.

As autoridades moçambicanas introduziram um número considerável de reformas para melhorar o ambiente de negócios, mas a evolução do país na classificação “Doing Business” do Banco Mundial deixa a desejar, o que, segundo a CTA, “demonstra que é um processo que não termina com a aprovação das leis, havendo, portanto, necessidade de garantir a qualidade e eficiência na aplicação.” (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH