São Tomé e Príncipe acompanha Angola e proíbe entrada de cidadãos da China e de outros países afectados pelo COVID-19

O Conselho de Ministros de São Tomé e Príncipe decidiu proibir a entrada no país a cidadãos da China, Coreia do Sul, Itália, Irão, Nigéria, Argélia e Senegal como forma de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19), segundo anúncio oficial quarta-feira em São Tomé.

O anúncio foi feito pela ministra dos Negócios Estrangeiros, Elsa Pinto e pelo ministro da Saúde, Edgar Neves, no final de um encontro com o corpo diplomático, organizações internacionais, representante da Organização Mundial da Saúde, sobre “as medidas adoptadas pelo governo para a prevenção do coronavírus.”

O ministro da Saúde disse que a lista de países cujos cidadãos estão impedidos de entrar em São Tomé e Príncipe “pode ser alterada a qualquer momento” em função da capacidade de São Tomé e Príncipe em controlar a disseminação do COVID-19.”

O surto de Covid-19, que pode causar infecções respiratórias como pneumonia, provocou quase 3200 mortos e infectou mais de 93 mil pessoas, em cerca de 70 países e territórios, incluindo alguns países do continente africano.

Angola decidiu impedir a entrada de cidadãos da China, Coreia do Sul, Irão, Itália, Nigéria, Egipto e Argélia a partir de 3 de Março, enquanto durar a epidemia de COVID-19, ao abrigo de um despacho do Ministério da Saúde tornado público segunda-feira. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH