Fundo Soberano de Angola compra participação em projecto mineiro

13 March 2020

O Fundo Soberano de Angola investiu 2,0 milhões de dólares na compra de uma participação de 4,8% na empresa mineira Pensana Rare Earths, envolvida num projecto de terras raras em Longonjo, província do Huambo, informou a empresa australiana em comunicado ao mercado.

“A Pensana Rare Earths anuncia com agrado que angariou mais de dois milhões de dólares do Fundo Soberano de Angola que gere uma parte da nossa carteira de investimentos, distribuída entre vários sectores e classes de activos, incluindo o sector mineiro”, lê-se no comunicado distribuído em West Perth pela companhia mineira australiana.

O comunicado informa que o montante angariado com a entrada do que designa por “um investidor estratégico” será utilizado para efectuar o estudo definitivo de viabilidade económica do projecto de Longonjo, onde em Abril de 2019 foram descobertas terras raras.

Em Abril de 2019 foi noticiado que um projecto de prospecção de minerais no município de Longonjo, que durou cerca de dois anos, permitiu identificar 23 mil milhões de toneladas de metais conhecido por terras raras.

O projecto mineiro, cuja exploração estava prevista para este ano, foi feito em parceria entre a Empresa Nacional de Ferro de Angola (Ferrangol) e a australiana Pensana, indicou o director administrativo da Ozango Minerais (empresa resultante da parceria), Timothy George, que não adiantou números sobre o investimento nem o valor dos metais em causa.

Timothy George, citado pela Angop, disse ainda que a jazida tem perto de 2,5 quilómetros de diâmetro de chaminé, tendo sido efectuados, na fase de prospecção, mais de 200 furos de sondagem da superfície a uma profundidade de 35 metros, numa malha de prospecção de 500/700 metros. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH