Chade entrega primeiro lote de cabeças de gado bovino a Angola

17 March 2020

O primeiro lote de cabeças de gado bovino chegou domingo a Luanda, nos termos de um acordo alcançado entre os governos de Angola e do Chade, em que este último se comprometeu a pagar uma dívida de 100 milhões de dólares contraída em 2017 com a entrega de 75 mil cabeças de gado ao longo de um período de 10 anos, noticiou a imprensa angolana.

Este primeiro lote com mais de um milhar de cabeças de gado vai ser acrescido de novos carregamentos até se perfazer os 4500 efectivos bovinos previstos para a primeira fase, estando previsto que o navio LSS SUCCESS de transporte de gado escale o porto de Luanda mais três vezes.

A proposta do Chade, país com um potencial pecuário responsável por mais de 50% do Produto Interno Bruto, surgiu numa altura em que Angola procurava soluções para o repovoamento de gado do chamado Planalto de Camabatela, que engloba as províncias do Cuanza-Norte, Uíge e Malanje.

Fechado o negócio, Angola definiu como destino prioritário do gado do Chade as províncias do Uíge, Cuanza-Norte e Malanje, para onde o Instituto do Serviço de Veterinária (ISV) do Ministério da Agricultura e Florestas enviou, no mês passado, uma equipa técnica para avaliar as condições zoo-sanitárias das fazendas que vão receber os animais.

O levantamento, que consistiu na extracção de sangue, fezes, urina e carraças do gado existente na região, para testes laboratoriais na província do Huambo, visou identificar os tipos de doenças que afectam a população animal na região.

“Com este exercício, queremos fazer um levantamento das principais patologias que enfermam o gado a nível das três províncias que compõem o Planalto de Camabatela (Cuanza Norte, Malanje e Uíge), de modo a que se faça uma recepção excelente das 75 mil cabeças de gado que vêm da República do Chade”, afirmou, na ocasião um responsável do ISV.

O Planalto de Camabatela tem uma área de um 1,41 milhões de hectares e compreende os municípios de Ambaca e Samba Caju (Cuanza-Norte), Cacuso, Calandula e Cahombo (Malanje), Negage, Puri, Bungo, Alto Cawale, Cangola e Damba, província do Uíge. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH