Angola encerra fronteiras a partir de 20 de Março

Angola vai encerrar as fronteiras aéreas, terrestres e marítimas à circulação de pessoas a partir das 00:00 de 20 de Março por 15 dias, prorrogável por igual período, em função do comportamento da pandemia de Covid-19, segundo um decreto presidencial.

Os passageiros que desembarcarem nos aeroportos angolanos até às 00:00 do dia 20 de Março terão de preencher, no momento do desembarque, um formulário para o controlo sanitário obrigatório e ficar em casa por um período de 14 dias.

O decreto presidencial provisório, assinado por João Lourenço, foi lido quarta-feira na televisão pública angolana, TPA, após uma intervenção do Presidente angolano.

Cabo Verde proíbe as a partir de hoje as ligações aéreas oriundas de 26 países, incluindo Portugal e Brasil, devido à pandemia de Covid-19, segundo resolução do Conselho de Ministros publicada quarta-feira em Boletim Oficial.

A decisão de interdição de voos será válida pelo menos até 9 de Abril e é justificada com a situação de pandemia de Covid-19 provocada por um novo coronavírus em vários países da Europa, nos Estados Unidos, no Brasil e em vários países africanos, face ao “intenso fluxo de ligações aéreas” a Cabo Verde.

O governo de Moçambique manifestou-se preocupado com o aparecimento do Covid-19 em países africanos, admitindo a possibilidade de impor novas medidas de prevenção da doença nos próximos dias, se bem que até à data não haja um único caso confirmado no país.

Apesar de não existir ainda um caso confirmado no país, Moçambique elevou o estado de alerta e reforçou as medidas de prevenção ao surto de Covid-19, anunciou, sábado passado, o chefe de Estado, Filipe Nyusi.

O governo vai suspender “a organização e participação em todo o tipo de eventos com mais de 300 pessoas e desencorajar que os mesmos ocorram em espaços fechados e sem ventilação adequada”, anunciou ainda o Presidente. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH