Porto de Pemba, norte de Moçambique, será a base do projecto de exploração petrolífera Área 5B

23 March 2020

O porto da cidade de Pemba, capital da província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, será a partir de 2021 a base das operações logísticas do projecto de prospecção de hidrocarbonetos na Área 5B, no distrito de Angoche, província de Nampula, desenvolvido pelo grupo ExxonMobil e parceiros, segundo a Impacto – Projectos e Estudos Ambientais.

A empresa contratada pela Exxon Mobil e parceiros para a elaboração do Relatório do Estudo de Impacto Ambiental para a Perfuração de Poços de Pesquisa na Área de Angoche (A5B) informou que “a base logística e os estaleiros em terra vão ficar situados no Porto de Pemba, onde serão armazenados materiais e equipamentos para as operações no mar.”

O Porto de Pemba, pertencente e operado pela estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), possui um cais com 183 metros de comprimento e uma largura de 17 metros, perfazendo uma área de 3103 metros quadrados.

O matutino Notícias, de Maputo, escreveu que para adequá-lo às exigências dos clientes, a infra-estrutura acaba de ser recuperada, num investimento de cinco milhões de dólares, tendo sido reforçado com novos equipamentos para manuseamento de grandes quantidades de qualquer tipo de carga.

A pesquisa e perfuração dos poços estão previstas para o segundo trimestre de 2021, período considerado menos propenso à ocorrência de ciclones tropicais ao largo da costa moçambicana.

A perfuração visa determinar se as reservas identificadas na Área 5B contêm hidrocarbonetos em quantidades comerciais.

A divulgação pública do relatório visa respeitar o disposto na Lei de Ambiente (Lei 20/1997), atendendo a que o projecto exige uma licença ambiental. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH