Moçambique pede apoio externo para combater o impacto do Covid-19

24 March 2020

O governo de Moçambique pediu 700 milhões de dólares aos parceiros da cooperação para ajudar a combater os impactos negativos da pandemia Covid-19, disse segunda-feira em Maputo o ministro da Economia e Finanças, Adriano Maleiane.

O ministro adiantou ter a previsão de crescimento económico para este ano sido já revista em baixa para 2,2%, cerca de metade da previsão inicial de evolução do Produto Interno Bruto que apontava para cerca de 4,0%.

Adriano Maleiane salientou, por outro lado, ter o orçamento para a Saúde sido igualmente revisto mas no sentido da alta, de 30 milhões de dólares para 50 milhões este ano.

“Em função dos novos acontecimentos, o governo teve de rever a dotação orçamental que estava prevista para este ano. A saúde pública tornou-se uma prioridade”, disse Armindo Tiago, ministro da Saúde, à saída do encontro com os parceiros externos.

O representante-residente do Fundo Monetário Internacional em Maputo, Ari Aisen, disse que o montante pedido pode provir do pacote global de 50 mil milhões de dólares aprovado por esta instituição financeira internacional para os países afectados pelo Covid-19.

A fatia para Moçambique dependerá da quota do país no Fundo Monetário Internacional, adiantou Ari Aisen. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH