Grupo Vale retira trabalhadores brasileiros de Moçambique

25 March 2020

Os mais de 200 trabalhadores brasileiros da empresa Vale Moçambique deverão deixar o país na noite de hoje a bordo de um avião da Ethiopian Airlines, que os conduzirá ao Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, onde está prevista a chegada quinta-feira de manhã, informou o grupo mineiro Vale.

O grupo informou em comunicado ter decidido fretar o avião, um Boeing 787 Dreamliner, à companhia etíope, atendendo a que a maior parte das ligações aéreas regulares com Moçambique está suspensa.

“A Vale está a actuar em conformidade com os protocolos de saúde e segurança estabelecidos pelas autoridades e agências de cada um dos países em que opera e está a acompanhar o desenvolvimento da situação”, diz a nota.

A Vale Moçambique foi considerada como a maior empresa de Moçambique em 2018, segundo o estudo relativo a 2019 efectuado pela sociedade KPMG Auditores e Consultores.

2018 foi o segundo ano consecutivo em que a empresa que explora as minas de carvão de Moatize, na província central de Tete, e o Corredor Logístico de Nacala, no norte, liderou a lista das 100 maiores empresas do país. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH