Quarentena de 14 dias em Guangdong para quem entre na província a partir de Macau

27 March 2020

O governo de Guangdong anunciou que desde as 06:00 de hoje todas as pessoas provenientes do estrangeiro, Macau, Hong Kong e Taiwan que entrem na província chinesa serão colocados em quarentena de 14 dias numa medida destinada a conter a propagação do Covid-19.

Um comunicado da sede provincial para o controlo e prevenção da epidemia indica que todos os que entrarem na província de Guangdong serão sujeitos ao teste de ácido nucleico (NAT) para apurar se estão contaminados, sendo posteriormente alojados em zonas especiais designadas pelo governo.

As autoridades provinciais indicam, no entanto, que todos os indivíduos que asseguram o transporte de bens e produtos essenciais destinados a garantir a vida normal dos residentes de Macau e Hong Kong não serão colocados, de momento, em quarentena, quando atravessarem a fronteira mas estão sujeitos ao teste NAT.

Desde o dia 25 estão proibidos de entrar em Macau residentes da China continental, de Hong Kong e de Taiwan que tenham estado em qualquer outro país ou região 14 dias antes.

Desde a mesma data todas as pessoas, incluindo residentes de Macau, que tenham visitado Hong Kong ou Taiwan 14 dias antes são colocados em quarentena.

O governo de Hong Kong aplicou medidas semelhantes para as entradas e saídas da vizinha região administrativa

Macau e Hong Kong estão localizados na província de Guangdong. Macau registou até ao momento 33 casos (23 importados) sem nenhuma fatalidade, Hong Kong tem 454 casos e quatro mortos e a província de Guangdong 1456 casos (104 importados) e oito óbitos.

O governo chinês anunciou entretanto, em Pequim, que partir de sábado, dia 28 de Março, estão proibidos de entrar na China todos os estrangeiros, incluindo os portadores de vistos válidos e autorizações de residência.

Um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês abre, no entanto, excepções para diplomatas, tripulações de aviões de passageiros e carga e especialistas em áreas ligadas à luta contra o Covid-19.

A medida foi anunciada pouco depois do governo chinês ter decidido que as companhias áreas chinesas só podem fazer um voo semanal para o estrangeiro e as companhias estrangeiras só podem fazer um voo semanal para a China. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH