Pandemia causa queda abrupta na taxa de ocupação dos hotéis de Macau

31 March 2020

A taxa de ocupação média dos 115 hotéis e pensões que estavam em actividade em Fevereiro de 2020 disponibilizando 37 mil quartos em Macau atingiu apenas 15,0%, uma queda de 76,9 pontos percentuais em termos homólogos, informaram os Serviços de Estatística e Censos.

Essa queda ficou a dever-se ao decréscimo substancial do número de visitantes, originado pelo contínuo impacto gerado pela epidemia da pneumonia causada pelo novo tipo de vírus corona.

Aqueles serviços realçaram que a taxa de ocupação média dos hotéis de 5 estrelas (10,0%) diminuiu acentuadamente 84,0 pontos percentuais.

As taxas de ocupação média dos hotéis de duas estrelas (36,9%) e das pensões (43,3%) baixaram 33,8 e 22,3 pontos percentuais, respectivamente, tendo estes decréscimos sido relativamente mais baixos, sobretudo porque alguns quartos de hóspedes foram disponibilizados para fins de alojamento a trabalhadores não-residentes.

Em Fevereiro deste ano os hotéis e pensões hospedaram somente 157 mil pessoas, menos 85,4%, em termos anuais, tendo o número de hóspedes provenientes de diferentes países/territórios registado um decréscimo igual ou superior a 80%.

Nos dois primeiros meses de 2020 a taxa de ocupação média de quartos de hóspedes dos estabelecimentos hoteleiros foi de 50,3%, tendo diminuído 42,1 pontos percentuais relativamente ao mesmo período do ano anterior.

Os hotéis e pensões hospedaram 1,23 milhões de pessoas, menos 46,4%, face ao idêntico período de 2019 e o período médio de permanência dos hóspedes fixou-se em 1,6 noites, mais 0,1 noites. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH