Ministro da Agricultura e Pescas de Angola defende mais apoios à produção nacional

15 April 2020

O Ministério da Agricultura e Pescas vai reforçar os apoios à produção de bens de primeira necessidade, contribuindo, deste modo, para a redução das importações e, consequentemente, a poupança de divisas, assegurou, em Luanda, o titular da pasta.

António Francisco de Assis, que prestava declarações na cerimónia em que recebeu a pasta das Pescas, na sequência da junção daquele Ministério ao da Agricultura, disse que a estrutura criada pelo Presidente da República, no quadro das reformas governamentais, tem a responsabilidade de criar um ambiente político, institucional e normativo que permita aos operadores privados exercerem as suas actividades.

Na situação em que o país atravessa, ressaltou, as verbas disponíveis devem ser canalizadas, preferencialmente, para o sector produtivo.

António Francisco de Assis disse que o Ministério da Agricultura e Pescas vai dar sequência à política de redução do peso do Estado no sector produtivo, alargando o espaço de intervenção do sector privado.

António Francisco de Assis foi reconduzido no cargo na recente remodelação governamental, que reduziu a orgânica do Governo de 28 para 21 ministérios.

Com a junção dos dois departamentos ministeriais ressurge o Ministério da Agricultura e Pescas extinto em legislaturas anteriores.

O novo ministério conta com três secretários de Estado, sendo um para a Agricultura e Pecuária, outro para as Florestas e um terceiro para as Pescas. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH