FMI concede crédito de emergência a Cabo Verde

24 April 2020

O Fundo Monetário Internacional concedeu um crédito de 32,3 milhões de dólares a Cabo Verde, para ajudar o arquipélago a combater os efeitos do Covid-19 na economia e na sociedade do país, informou o governo cabo-verdiano em comunicado divulgado quinta-feira na Praia.

A nota oficial informa ainda que parte daquele montante vai ser canalizado para as medidas que visam a protecção de rendimento das famílias mais vulneráveis.

Esse financiamento decorre no âmbito da Facilidade Rápida de Crédito (RCF, na sigla em inglês), que é um mecanismo de ajuda financeira aos países-membros do FMI, atribuída a uma taxa de juro de zero por cento para responder às necessidades urgentes da balança de pagamentos.

“Este financiamento, que normalmente é disponibilizado em cerca de 50% da quota do país-membro, foi agora aumentado para 100% face à situação de pandemia. Assim, no caso concreto de Cabo Verde, corresponde a 23,7 milhões de direitos de saque especiais (32,3 milhões de dólares)”, refere o documento.

O impacto do surto da pandemia de Covid-19 na economia global e nos fluxos de turismo tem “afectado gravemente” a economia de Cabo Verde, exigindo medidas de política e o apoio coordenado dos parceiros de desenvolvimento do país, segundo a mesma fonte.

Além deste desembolso de 32,3 milhões de dólares, Cabo Verde recebeu na semana passada uma doação de cinco milhões de euros da União Europeia, que serão destinados ao financiamento das medidas de protecção social em curso.  (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH