Estatísticas do sector das convenções e exposições referentes de Macau ao 1º trimestre de 2020

2 June 2020

No primeiro trimestre de 2020 realizaram-se 114 reuniões, conferências, exposições e eventos de incentivo (dos quais 109 eram reuniões e conferências, 3 exposições e 2 eventos de incentivo), que diminuíram 69,8%, ou seja, -263, em termos anuais, dado que a partir de Fevereiro do corrente ano vários eventos de convenções e exposições foram sucessivamente adiados ou cancelados, devido à epidemia da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus. O número de participantes e visitantes foi de 80.000, tendo descido 75,9%, em termos anuais.

No trimestre em análise efectuaram-se menos 253 reuniões e conferências, em termos anuais e o número de participantes (17.000) desceu 80,2%. Salienta-se que foram realizadas 81 reuniões e conferências com duração igual ou superior a 4 horas, nas quais estiveram 14.000 participantes, tendo este número descido 81,4%. A duração média das reuniões e conferências foi de 1,4 dias, tendo baixado ligeiramente 0,1 dias, em termos anuais e a área utilizada total correspondeu a 79.000 m², menos 71,0%.

As 3 exposições realizadas no primeiro trimestre ocorreram em Janeiro e foram todas organizadas por entidades não governamentais. O número de exposições diminuiu 7, face ao do trimestre homólogo do ano anterior (10) e o número de visitantes fixou-se em 63.000, ou seja, baixou 73,3%. A duração média das exposições foi de 3,0 dias, menos 0,6 dias, em termos anuais e a área utilizada total situou-se em 7.750 m², tendo diminuído 74,7%. O número de eventos de incentivo foi de 2, menos 3, em termos anuais. O número de participantes nos eventos de incentivo (604) e a área utilizada total (2.145 m²) decresceram 95,4% e 98,1%, respectivamente. A duração média dos eventos de incentivo equivaleu a 1,5 dias, menos 1,4 dias.

De acordo com as informações das 3 exposições realizadas no primeiro trimestre, as receitas cifraram-se em 4,90 milhões de Patacas (-47,6%, em termos anuais), das quais 85,0% eram provenientes do “aluguer das cabinas das exposições” e as restantes 15,0% eram dos “subsídios concedidos pelo Governo e por outras instituições”. As despesas destas exposições atingiram 3,09 milhões de Patacas (-91,0%, em termos anuais), sendo efectuadas essencialmente em “publicidade, promoção e relações públicas” (34,0%), em “serviços de produção, instalação e decoração” (27,4%) e em “rendas das instalações” (20,1%). Depois de subtraídas as despesas e os subsídios concedidos pelo Governo e por outras instituições, das receitas destas exposições, registou-se o saldo de 1,08 milhões de Patacas.

Nas exposições realizadas no primeiro trimestre participaram 176 expositores, dos quais 48,3% eram provenientes de Macau e 46,0% de Hong Kong. Por seu turno, as informações recolhidas junto de 119 expositores entrevistados no primeiro trimestre indicavam que as receitas provinham essencialmente de “vendas de produtos” (95,5% do total) e que as despesas foram efectuadas sobretudo em “rendas das cabinas” (66,9% do total) e em “instalação e decoração das cabinas” (21,6%). Quanto aos comentários dos expositores entrevistados no primeiro trimestre, 83,6% dos que utilizaram os serviços prestados pelas empresas locais estavam satisfeitos com a “qualidade de serviços” e 82,1% com a “organização”, tendo estas proporções crescido 10,1 e 7,6 pontos percentuais, respectivamente, face às do quarto trimestre de 2019. De entre os comentários dos expositores entrevistados, o grau de satisfação com a “publicidade e promoção” foi o mais baixo, equivalendo apenas a 56,8%, menos 6,5 pontos percentuais, em termos trimestrais.
(Direcção dos Serviços de Estatística e Censos)

Gabinete de Comunicação Social:
https://news.gov.mo/detail/pt/N20EdNZSQE?2

MACAUHUB FRENCH