Guiné-Bissau quer acordo de pesca com a China

12 June 2020

O Ministro guineense das Pescas, Malam Sambú, disse na terça-feira que a Guiné-Bissau quer avançar para a assinatura de um acordo de pescas com a China, semelhante ao já existente com a União Europeia, avançou a Lusa.

De acordo com a agência noticiosa portuguesa, há actualmente cerca de 70 navios de empresas chinesas a pescar nas águas da Guiné-Bissau.

Ao abrigo de um acordo que deve vigorar até 2024, 50 navios de Portugal, Espanha, França, Itália e Grécia podem pescar nas águas guineenses, contra o pagamento anual de 15,6 milhões de euros (US$17,7 milhões), refere a notícia.

Segundo a agência noticiosa estatal guineense Agência de Notícias da Guiné, Malam Sambú, que foi Embaixador da Guiné-Bissau na capital chinesa, Pequim, entre 2010 e Março passado, disse que uma parceria semelhante com a China permitiria “conseguir mais ganhos com vista a assegurar mais investimentos para o sector pesqueiro” do país africano.

(Fonte) Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa:
https://www.forumchinaplp.org.mo/deal-sought-on-chinese-access-to-guinean-fishing-grounds/?lang=pt

MACAUHUB FRENCH