Banco da China empenhado em criação de plataforma sino-lusófona em Macau

A sucursal de Macau do Banco da China está empenhada na criação de uma plataforma de serviços financeiros e de investimento para ligar a China e os Países de Língua Portuguesa, disse o Presidente, Li Guang.

Num artigo publicado na revista financeira World Finance, o responsável pela sucursal de Macau sublinhou que a plataforma irá dar às empresas chinesas acesso a informação sobre projectos de investimento em Países de Língua Portuguesa.

Li Guang notou que o Banco da China tem sucursais em Portugal, Brasil e Angola e que a sucursal de Macau tem relações com 17 bancos em países lusófonos. Esta rede, acrescentou, está a ajudar os respectivos clientes a identificar oportunidades de negócio.

O artigo recorda que a sucursal de Macau do Banco da China ajudou Portugal a emitir dívida em renminbi no valor de 2 mil milhões de renminbi (US$286 milhões) com uma maturidade de três anos, no ano passado.

O banco apoiou ainda a CESL Asia, uma empresa de Macau, na compra da exploração agro-pecuária Monte do Pasto, no Alentejo, região do sul de Portugal, escreveu Li Guang.

(Fonte) Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa:
https://www.forumchinaplp.org.mo/boc-macau-branch-taking-bigger-role-in-international-finance/?lang=pt

MACAUHUB FRENCH