Empresa de Macau aposta em café de Timor-Leste

20 August 2020

O empresário de Macau Charles Shi já investiu 20 milhões de dólares de Hong Kong (US$2,58 milhões) num projecto de processamento e comercialização de café orgânico de Timor-Leste, avançou a Lusa.

O Presidente da Charlestrong Café Co. Lda. diz que a empresa importou cerca de 330 toneladas de grãos de café de Timor-Leste no decorrer de 2020, mas tem como objectivo atingir cinco mil toneladas por ano.

Os grãos são processados e transformados em produtos de café numa fábrica em Macau, sendo que a Charlestrong está a falar com o Governo de Macau para conseguir instalações maiores, revelou Charles Shi.

A empresa planeia abrir duas lojas da marca Café Dilly e colocar o produto em hotéis e nas lojas ‘duty-free’ do aeroporto de Macau, refere a agência noticiosa portuguesa.

“Há muitas empresas chinesas que nos estão a contactar para se tornarem distribuidoras ou vender [o café] ‘online’” na China Interior, disse Charles Shi.

(Fonte) Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa:
https://www.forumchinaplp.org.mo/charlestrong-invests-in-processing-timorese-organic-coffee/?lang=pt

MACAUHUB FRENCH