China e Países de Língua Portuguesa complementares comercialmente, diz académico

A China e os mercados lusófonos são blocos complementares na área do comércio, defendeu Wang Chengan, investigador do Centro de Estudos dos Países de Língua Portuguesa da Universidade de Economia e Negócios Internacionais, sedeada em Pequim.

A China exporta para os Países de Língua Portuguesa sobretudo produtos electrónicos e mecânicos, aparelhos de telecomunicações e audiovisuais, e têxteis e vestuário, sublinhou o antigo Secretário-Geral do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau).

Por outro lado, matérias-primas e outros produtos que exigem uma utilização intensiva de recursos naturais representam a maioria das exportações lusófonas para a China, acrescentou Wang Chengan numa entrevista ao People’s Daily.

Em declarações ao jornal estatal chinês, o académico notou ainda que o comércio entre a China e países como o Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe cresceu no ano passado, apesar do impacto da pandemia da COVID-19 na economia mundial.

(Fonte) Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa:
https://www.forumchinaplp.org.mo/pt/china-e-paises-de-lingua-portuguesa-complementares-comercialmente-diz-academico/

MACAUHUB FRENCH