Construção privada e transacções de imóveis de Macau referentes ao 1º trimestre de 2021

18 May 2021

No primeiro trimestre de 2021 transaccionaram-se, com base no imposto de selo cobrado, 1.987 fracções autónomas e lugares de estacionamento pelo valor de 10,52 mil milhões de Patacas, os quais decresceram 16,1% e 22,4%, respectivamente, face ao trimestre anterior, informam os Serviços de Estatística e Censos.

Transaccionaram-se 1.310 fracções autónomas habitacionais (-320, face ao quarto trimestre de 2020) pelo valor de 8,47 mil milhões de Patacas (-26,5%). Foram transaccionadas 1.179 fracções autónomas habitacionais de edifícios construídos (-13,4%, em termos trimestrais) pelo valor de 7,37 mil milhões de Patacas (-16,1%) e 131 fracções autónomas habitacionais de edifícios em construção (-51,1%) pelo valor de 1,10 mil milhões de Patacas (-59,7%).

O preço médio por metro quadrado (área útil) das fracções autónomas habitacionais globais cifrou-se em 100.217 Patacas, tendo decrescido 8,0%, em termos trimestrais. Salienta-se que os preços médios por metro quadrado das fracções autónomas habitacionais sitas na Península de Macau (97.798 Patacas), na Taipa (103.634 Patacas) e em Coloane (107.789 Patacas) caíram 4,9%, 12,4% e 10,9%, respectivamente.

O preço médio das fracções autónomas habitacionais de edifícios construídos situou-se em 95.409 Patacas, tendo baixado 4,0%, em termos trimestrais. As transacções daquelas fracções autónomas efectuaram-se sobretudo na Baixa da Taipa (180), nos Novos Aterros da Areia Preta, adiante designados por NATAP (152), assim como na Areia Preta e Iao Hon (104), pelos preços médios por metro quadrado de 101.979 Patacas, 115.379 Patacas e 96.903 Patacas, respectivamente.

O preço médio das fracções autónomas habitacionais de edifícios em construção fixou-se em 149.714 Patacas, menos 4,3%, em termos trimestrais. Realça-se que foram transaccionadas 33 fracções autónomas em Coloane, 32 no Fai Chi Kei, bem como 26 em Móng Há e Reservatório pelos preços médios por metro quadrado de 131.142 Patacas, 152.744 Patacas e 170.860 Patacas, respectivamente.

O preço médio por metro quadrado (área útil) das fracções autónomas destinadas a escritórios foi de 113.331 Patacas e o das fracções autónomas industriais cifrou-se em 51.631 Patacas, tendo crescido 4,9% e 26,4%, respectivamente, em termos trimestrais.

No primeiro trimestre foram assinados 2.911 contratos de compra e venda, bem como 2.702 contratos de crédito hipotecário, envolvendo 3.681 e 3.115 imóveis, respectivamente, menos 8,8% e 21,4%, respectivamente, em termos trimestrais.

Quanto à construção privada, até ao fim do primeiro trimestre deste ano havia 8.505 fracções autónomas habitacionais em fase de projecto, 2.596 em construção e 1.683 estavam a ser vistoriadas. No trimestre em análise existiam 231 fracções autónomas habitacionais com autorização de execução emitida, todas elas se situavam na Península de Macau, das quais 44,2% eram do tipo estúdio e 31,2% tinham dois quartos. Havia 10 fracções autónomas habitacionais com licença de utilização emitida, todas elas se localizavam na Península de Macau e eram do tipo estúdio.
(Direcção dos Serviços de Estatística e Censos)

Gabinete de Comunicação Social:
https://www.gcs.gov.mo/detail/pt/N21EQ789R4?9

MACAUHUB FRENCH