Ao maximizar a vantagem de Macau como plataforma sino-lusófona, a realização do Fórum Internacional de Infra-estruturas contribui para a exploração de novas oportunidades de negócio pelas empresas do Interior da China

O 12.º Fórum Internacional sobre o Investimento e Construção de Infra-estruturas (doravante designado por “12.º Fórum Internacional de Infra-estruturas”) terá lugar nos próximos dias 22 e 23 de Julho, em Macau. Com base no desenvolvimento e sucesso obtidos ao longo das suas últimas 11 edições, o Fórum Internacional de Infra-estruturas já se tornou, hoje em dia, um evento anual de grande influência e prestígio, no domínio da cooperação internacional em infra-estruturas. De acordo com várias empresas oriundas do Interior da China, o facto de terem conseguido, durante a sua participação no Fórum, firmar parcerias oficiais em projectos com os Países de Língua Portuguesa demonstra plenamente o papel benéfico de Macau como plataforma sino-lusófona. Além disso, as diferentes conferências e fóruns paralelos programados no âmbito do Fórum contribuem para a consolidação do conhecimento sobre a realidade dos mercados de infra-estruturas nos Países de Língua Portuguesa e países abrangidos pela iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, o que serve como referência valiosa para as empresas participantes explorarem e desenvolverem possíveis projectos nesses mercados, no futuro.

Estabelecimento de acordos de cooperação, ao passo do acompanhamento da actualidade internacional do desenvolvimento de infra-estruturas

A China Railway 20th Bureau Group Co., Ltd. revela que, durante a sua participação no 9.º Fórum Internacional de Infra-estruturas, conseguiu celebrar o memorando de entendimento para a concessão do direito de gestão do projecto da ponte marítima que liga a cidade brasileira de Salvador à Ilha de Itaparica, sendo o valor do contrato avaliado em cerca de 15,7 mil milhões de RMB. Neste momento, com o referido projecto em trabalhos de preparação para iniciar a sua fase de execução, a empresa manifesta a expectativa de um futuro marcado pela continuidade no reforço da sua competitividade e na promoção do seu desenvolvimento sustentável na região da América Latina. A empresa ainda explica que a realização consecutiva do Fórum Internacional de Infra-estruturas, em Macau, aliada ao papel de plataforma sino-lusófona deste, tem dado contributos decisivos para a promoção de cooperações com os países abrangidos pela iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”. De facto, a participação em diferentes actividades e fóruns organizados neste evento permite não só a obtenção de um panorama mais holístico sobre o desenvolvimento de infra-estruturas a nível internacional, como também um melhor entendimento sobre a sua linha corrente de crescimento, o que, na óptica da própria empresa, são dados relevantes que oferecem um valor de referência e uma orientação para o seu planeamento geral no mercado internacional no ano seguinte.

Promoção de maior intercâmbio e cooperação internacional e expansão do raio de acção da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”

A Power Construction Corporation of China, por sua vez, salienta que firmou dois acordos de parceria, durante a realização do 10.º Fórum Internacional de Infra-estruturas, entre os quais o projecto de energia eólica no norte da ilha de Luzon, nas Filipinas, cujos trabalhos se encontram actualmente em progresso. A par disso, durante o Fórum, a empresa partilhou opiniões sobre um maior fortalecimento da relação de cooperação nas áreas de infra-estruturas e energia com as entidades homólogas provenientes do Zimbabué e da Malásia, com o intuito de promover activamente resultados mais pragmáticos em projectos desta natureza. Em relação ao 12.º Fórum Internacional de Infra-estruturas, a empresa espera reforçar a cooperação com parceiros do sector das energias não poluentes, como a energia fotovoltaica, o armazenamento de energia e o hidrogénio ecológico, enquanto tenciona também alargar o seu raio de acção na cooperação com áreas como o tratamento de água e a engenharia de transportes, entre outras. Por fim, a empresa afirma que a participação no Fórum Internacional de Infra-estruturas dá a oportunidade de criar mais laços com o exterior e expandir o seu raio de acção sob a iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”. Consequentemente, não só as duas partes dispõem de mais meios para consolidar a relação de cooperação, mas também a própria empresa consegue promover o seu nível de notoriedade e reconhecimento na comunidade internacional, contribuindo assim para a promoção de parcerias e do desenvolvimento de projectos internacionais.

Realização, com êxitodo Fórum Internacional de Infra-estruturas no ano passado sob o contexto da pandemia

De acordo com a China Road and Bridge Corporation, a sua participação no 8.º Fórum Internacional de Infra-estruturas resultou na assinatura do acordo de parceria sobre um projecto em Moçambique, cujo resultado faseado, ou seja, relatório de estudos de viabilidade, já foi aprovado na sua parte técnica. Além disso, durante o 10.º Fórum Internacional de Infra-estruturas, a empresa conseguiu igualmente estabelecer parcerias para um projecto de desenvolvimento de estradas, pontes e auto-estradas, no Gana. Face aos resultadosobtidos, a empresa acredita que o Fórum Internacional de Infra-estruturas proporciona oportunidades para explorar cooperações com diferentes parceiros domésticos e estrangeiros, aumentando assim o nível de profundidade e de extensão cooperativa. Aliás, tendo em conta a realização bem-sucedida da edição anterior, no contexto da pandemia, a empresa está muito ansiosa por conhecer novos modelos no sector e partilhar experiências com outros participantes no Fórum deste ano, por forma a criar novas oportunidades de cooperação.

Organizado desde 2012, o ano em que o local da sua realização se transferiu de Pequim para Macau, o Fórum Internacional de Infra-estruturas deste ano celebrará a sua nona edição consecutiva nesta região. Durante a sua edição do ano passado, tiveram lugar diversos fóruns principais, actividades temáticasefóruns paralelos, levando à assinatura de 12 protocolos de cooperação entre entidades nacionais e internacionais no âmbito dos transportes, construção civil, centrais fotovoltaicas e indústria de energia eólica, entre outros. Para mais informações sobre a presente edição do Fórum, visite: https://www.iiicf.org/.
(Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau)

Gabinete de Comunicação Social:
https://www.gcs.gov.mo/detail/pt/N21GNlh1o5?11

MACAUHUB FRENCH