Construção privada e transacções de imóveis de Macau referentes ao 2º trimestre de 2021

18 August 2021

No segundo trimestre de 2021 transaccionaram-se, com base no imposto de selo cobrado, 2.731 fracções autónomas e lugares de estacionamento pelo valor de 15,99 mil milhões de Patacas, os quais cresceram 37,4% e 52,0%, respectivamente, face ao trimestre anterior, informam os Serviços de Estatística e Censos.

Transaccionaram-se 1.933 fracções autónomas habitacionais (+623, face ao primeiro trimestre de 2021) pelo valor de 13,69 mil milhões de Patacas (+61,6%). Foram transaccionadas 1.807 fracções autónomas habitacionais de edifícios construídos (+53,3%, em termos trimestrais) pelo valor de 12,70 mil milhões de Patacas (+72,4%) e 126 fracções autónomas habitacionais de edifícios em construção (-3,8%) pelo valor de 0,99 mil milhões de Patacas (-10,4%).

O preço médio por metro quadrado (área útil) das fracções autónomas habitacionais globais cifrou-se em 105.412 Patacas, tendo crescido 5,2%, em termos trimestrais. Salienta-se que os preços médios por metro quadrado das fracções autónomas habitacionais sitas na Península de Macau (103.603 Patacas), na Taipa (105.808 Patacas) e em Coloane (119.127 Patacas) subiram 5,9%, 2,1% e 10,5%, respectivamente.

O preço médio das fracções autónomas habitacionais de edifícios construídos situou-se em 102.928 Patacas, tendo subido 7,9%, em termos trimestrais. As transacções daquelas fracções autónomas efectuaram-se sobretudo na Baixa da Taipa (355), nos Novos Aterros da Areia Preta, adiante designados por NATAP (244), assim como na Areia Preta e Iao Hon (129), pelos preços médios por metro quadrado de 107.059 Patacas, 118.384 Patacas e 102.244 Patacas, respectivamente.

O preço médio das fracções autónomas habitacionais de edifícios em construção fixou-se em 152.404 Patacas, mais 1,8%, em termos trimestrais. Realça-se que foram transaccionadas 55 fracções autónomas em Coloane, 29 no Fai Chi Kei, bem como 22 em Móng Há e Reservatório pelos preços médios por metro quadrado de 144.047 Patacas, 168.896 Patacas e 160.276 Patacas, respectivamente.

O preço médio por metro quadrado (área útil) das fracções autónomas industriais foi de 52.555 Patacas, mais 1,8%, em termos trimestrais, contudo, o das fracções autónomas destinadas a escritórios cifrou-se em 105.733 Patacas, menos 6,7%.

No segundo trimestre foram assinados 3.345 contratos de compra e venda de imóveis, bem como 3.049 contratos de crédito hipotecário, envolvendo 3.646 imóveis (-1,0%, em termos trimestrais) e 5.586 imóveis (+79,3%), respectivamente.

Quanto à construção privada, até ao fim do segundo trimestre deste ano havia 8.964 fracções autónomas habitacionais em fase de projecto, 2.662 em construção e 443 estavam a ser vistoriadas. No trimestre em análise existiam 39 fracções autónomas habitacionais com autorização de execução emitida (38 situavam-se na Península de Macau), das quais 71,8% eram do tipo estúdio. Havia 1.297 fracções autónomas habitacionais com licença de utilização emitida (1.282 localizavam-se em Coloane), das quais 54,6% eram do tipo estúdio e 28,0% tinham um quarto.
(Direcção dos Serviços de Estatística e Censos)

Gabinete de Comunicação Social:
https://www.gcs.gov.mo/detail/pt/N21HQNG5np?0

MACAUHUB FRENCH