Painéis chineses alimentam maior projecto solar de Moçambique

15 September 2021

O maior projecto solar de Moçambique, com capacidade para gerar 69 gigawatts de electricidade por hora, deverá estar pronto na província de Cabo Delgado, no norte do país, até Janeiro de 2022.

A central de Metoro, um investimento de 47,3 milhões de euros (US$55,8 milhões), vai ter cerca de 125 mil painéis fabricados na China e terá capacidade para fornecer 75 por cento da electricidade necessária para abastecer a capital de Cabo Delgado, Pemba.

Dinis Vilanculos, representante da empresa francesa de energias renováveis Neoen, que lidera o projecto, disse à agência noticiosa portuguesa Lusa que a construção da central sofreu atrasos devido ao encerramento de fábricas na China causado pela pandemia da COVID-19.

Há actualmente 426 pessoas a trabalhar no projecto, que irá empregar 32 pessoas após o início das operações, segundo a Lusa.

O Ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, disse, citado pela notícia, esperar que o reforço do abastecimento de electricidade ajude a criar novas oportunidades de emprego em Cabo Delgado.

(Fonte) Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa:
https://www.forumchinaplp.org.mo/pt/paineis-chineses-alimentam-maior-projecto-solar-de-mocambique/

MACAUHUB FRENCH