Cooperação entre Sichuan e Macau tem obtido resultados óbvios

27 September 2021

O Chefe do Executivo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), Ho Iat Seng, e o secretário do Comité Provincial de Sichuan do Partido Comunista Chinês (PCC), Peng Qinghua, lideraram, hoje (24 de Setembro), as respectivas delegações oficiais no segundo encontro da Reunião de Cooperação entre Sichuan e Macau, na cidade Chengdu.

Ho Iat Seng sublinhou as enormes potencialidades e espaço da cooperação entre Sichuan e Macau, cujos resultados são óbvios e sucessivos. Garantiu que Macau irá aproveitar a oportunidade estratégica do desenvolvimento do País, utilizar as vantagens específicas de Macau, impulsionar a cooperação entre as duas partes de forma mais aprofundada, alargada e inovadora. Ao mesmo tempo, o Chefe do Executivo convidou Sichuan a participar na construção da Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin.

A reunião, que se realizou esta tarde, contou com a presença do director adjunto do Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Conselho de Estado, Huang Liuquan. O Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, e o secretário, Peng Qinghua, inciaram a reunião com os respectivos discursos. A seguir, o membro permanente do Comité Provincial de Sichuan do PCC e vice-governador da província de Sichuan, Li Yunze, fez uma apresentação sobre o andamento do trabalho de cooperação, realizado depois da primeira reunião, enquanto o secretário para a Economia e Finanças, Lei Wai Nong, fez uma retrospectiva e perspectiva sobre a cooperação e intercâmbio bilateral.

Ho Iat Seng recordou que a primeira reunião de cooperação entre as duas partes realizou-se em 2018, na qual foi constituído, oficialmente, o mecanismo de cooperação, fazendo com que ambos os governos e sectores industriais começassem a cooperar na área das convenções e exposições, medicina tradicional chinesa, intercâmbio de jovens, ciência e inovação tecnológica, entre outras, já com resultados constantes.

O Chefe do Executivo indicou que a cooperação entre as duas partes tem grandes potencialidades e espaço para continuar a crescer numa base sólida. Salientou que Macau está determinado em conhecer bem as oportunidades estratégicas nacionais de «Uma Faixa, Uma Rota» e da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, desempenhar as vantagens específicas de Macau, promover de forma pragmática a cooperação entre as duas partes a um nível mais aprofundado, amplo e criativo, colaborar activamente na construção do círculo económico das cidades Chengdu-Chongqin, para que o mesmo se torne numa nova fonte promotora dinânica e num polo importante de crescimento que beneficie o desenvolvimento de alta qualidade de todo o País.

Ho Iat Seng disse que, no âmbito do desenvolvimento industrial integral, Macau empenha-se em promover o avanço do serviço financeiro moderno e, que neste contexto, podem reforçar a cooperação financeira e criar, conjuntamente, condições favoráveis para incentivar as empresas de Sichuan a emitir títulos e atrair investimentos em Macau. Na área da medicina tradicional chinesa, Sichuan é uma província poderosa com uma base industrial sólida, e as duas regiões podem reforçar a cooperação, no sentido de impulsionar o desenvolvimento da indústria da medicina tradicional chinesa de alta qualidade, bem como a sua promoção no exterior. Relativamente à colaboração na promoção na área de governação social, pode-se fortalecer o intercâmbio pessoal, através de visitas mútuas e de acções inovadoras de formação de quadros, a fim de intensificar a cooperação na área da governação comunitária.

O Chefe do Executivo lembrou que o Governo Central divulgou, a 5 de Setembro, o «Projecto Geral de Construção da Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin», e que as organizações administrativas da Zona de Cooperação Aprofundada foram inauguradas no passado dia 17. A construção da Zona de Cooperação Aprofundada é uma grande estratégia nacional planeada, coordenada e promovida pelo Presidente Xi Jinping, é uma medida de grande importância do Governo Central para apoiar o  desenvolvimento de Macau. Actualmente, a província Guangdong e Macau estão a acelerar o processo de construção da zona. Macau convidou Sichuan a participar neste projecto.

O secretário, Peng Qinghua, indicou que a província Sichuan, nos últimos anos, tem alcançado novos sucessos em diferentes vertentes com base na implementação plena das orientações, decisão e disposições importantes do Governo Central. A construção do círculo económico das cidades Chengdu-Chongqin é uma importante estratégia nacional para o desenvolvimento regional e a missão principal da província Sichuan. Adiantou que Sichuan e Macau fazem parte da Região do Pan-Delta e da configuração estratégica nacional. Prevê que, na sequência da construção da Zona de Cooperação Aprofundada e do círculo económico das cidades Chengdu-Chongqin, haverá uma oportunidade sem precedentes de cooperação entre as duas cidades. Disse esperar que esta reunião sirva como um novo ponto de partida para aprofundar a cooperação bilateral em todas as vertentes, registando assim um novo capítulo.

Ao reflectir para o futuro, o secretário Peng Qinghua sugeriu ainda explorar proactivamente o novo espaço de cooperação bilateral, como por exemplo, partilhar as oportunidades de desenvolvimento na Zona de Cooperação Aprofundada,  incentivando as empresas da província de Sichuan e Macau a trabalhar juntas como uma entrada, bem como orientar mais empresas de Macau a investir na província. Disse ainda que, as duas partes, devem promover a interligação das infra-estruturas de transportes, e reforçar o fluxo de pessoas, de mercadorias e de capital entre as duas regiões A província de Sichuan também pode tirar melhor partido das vantagens do porto franco de Macau para explorar o mercado dos países da Língua Portuguesa.

Sugeriu ainda que possam trabalhar conjuntamente para promover a herança e inovação da medicina tradicional chinesa. Este sector é o foco da diversificação adequada da economia de Macau, enquanto a província de Sichuan é o berço e um tesouro para a matéria prima utilizada nos medicamentos tradicionais chineses, garantindo uma base sólida de cooperação e uma forte complementaridade. Por último, recordou que tanto Macau como  Chengdu são classificadas como Cidade Criativa de Gastronomia. Macau procura acelerar a sua transformação num Centro Mundial de Turismo e Lazer enquanto a província de Sichuan está empenhada em transformar-se numa forte província de turismo cultural. As perspectivas de cooperação bilateral no turismo cultural são amplas e  as duas partes devem explorar mais os recursos e lançar novos itinerários “multi-destinos”.

Após a reunião, o Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, o secretário,  Peng Qinghua, o director-adjunto, Huang Liuquan, testemunharam a cerimónia de assinatura do «Memorando de Entendimento entre Macau e Sichuan sobre o Reforço de Cooperação Turística» e do «Memorando de Entendimento de Cooperação entre Macau e Sichuan sobre Actividades de Visitas de Estudantes de Macau a Sichuan» .

O «Memorando de Entendimento entre Macau e Sichuan sobre Reforço de Cooperação Turística», assinado pela Direcção dos Serviços de Turismo do Governo da RAEM e o Departamento de Cultura e Turismo do Governo Provincial de Sichuan, estipula que as duas partes irão promover ainda mais intercâmbio e a cooperação turística, incrementar a complementariedade dos produtos turísticos, a interacção dos mercados turísticos, efectuar a partilha de recursos turísticos e complementar as vantagens turísticas, explorar conjuntamente os mercados turísticos, partilhar as informações turísticas.

«O Memorando de Entendimento de Cooperação entre Macau e Sichuan sobre Actividades de Visitas de Estudantes de Macau a Sichuan», assinado pela Direcção dos Serviços de Educação e de Desenvolvimento da Juventude do Governo da RAEM e o Departamento de Educação do Governo Provincial de Sichuan, estipula que as visitas de estudantes das duas regiões realizar-se-ão, uma vez por ano, de 2022 a 2024, com a finalidade de aprofundar os conhecimentos dos estudantes de Macau sobre Sichuan, e de estabelecer laços de amizade entre os jovens das duas partes.

Participaram na reunião a directora dos Serviços de Turismo, Maria Helena de Senna Fernandes, o director dos Serviços de Educação e de Desenvolvimento da Juventude, Lou Pak Sang, a directora do Gabinete de Comunicação Social, Chan Lou, o director dos Serviços de Estudo de Políticas e Desenvolvimento Regional, Cheong Chok Man, a assessora do Gabinete do Secretário para a Economia e Finanças, Chan Leng Leng, a subdirectora dos Serviços para os Assuntos da Sede do Governo, Lei Ut Mui, a subdirectora dos Serviços de Estudo de Políticas e Desenvolvimento Regional, Lin Yuan.

A reunião contou ainda com a participação do governador da Província de Sichuan, Huang Qiang, do vice-secretário do Comité Provincial de Sichuan do PCC, Deng Xiaogang, do membro permanente do Comité Provincial de Sichuan do PCC e secretário do Comité Municipal de Chengdu do PCC, Shi Xiaolin, do vice-presidente da Assembleia Popular Provincial de Sichuan e secretário executivo do Comité Provincial de Sichuan do PCC, Wang Yihong, do secretário-geral do Governo Provincial de Sichuan, Hu Yun, do director do Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Governo Provincial de Sichuan, Cui Zhiwei.

Gabinete de Comunicação Social:
https://www.gcs.gov.mo/detail/pt/N21IXeg11V?18

MACAUHUB FRENCH