Exportações para a China ajudam superavit comercial brasileiro a bater novo recorde

6 January 2022

Um aumento de 28 por cento nas exportações para a República Popular da China, o maior parceiro comercial do Brasil, ajudou o país sul-americano a registar um superavit comercial de US$61 mil milhões em 2021, um novo máximo histórico.

Segundo dados divulgados pelo Ministério brasileiro da Economia no início do mês, as exportações para o Interior da China, Hong Kong e Macau atingiram US$89,75 mil milhões em 2021, muito à frente das vendas para a União Europeia, que se fixaram em US$36,53 mil milhões.

As importações brasileiras vindas do Interior da China, Hong Kong e Macau aumentaram 36,7 por cento para US$48,34 mil milhões, fazendo da República Popular da China o único grande parceiro comercial com quem o Brasil registou um superavit: US$41,41 mil milhões.

De acordo com a agência noticiosa estatal brasileira Agência Brasil, o valor das exportações de carne bovina para China subiu 7 por cento em 2021, apesar de uma suspensão das vendas de mais de três meses devido a dois casos atípicos da “doença das vacas loucas”.

(Fonte) Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa:
https://www.forumchinaplp.org.mo/pt/exportacoes-para-a-china-ajudam-superavit-comercial-brasileiro-a-bater-novo-recorde/

MACAUHUB FRENCH