Moçambique entre os países com maior crescimento económico em 2014

29 September 2014

Moçambique está este ano entre as economias com maior crescimento a nível mundial, com expansão em todos os sectores, sobretudo no financeiro e na indústria extractiva.

O crescimento de 6,9% no segundo trimestre de 2014, quando comparado com o período homólogo de 2013, conforme dados avançados na semana passada pelo Instituto Nacional de Estatística, compara com médias anuais de cerca de 4,5% para a África a sul do Saara e 3% a nível mundial.

No primeiro trimestre, o crescimento superou todas as expectativas, ascendendo a 7,5%, apesar de algumas adversidades relacionadas com as cheias no início do ano e episódios de insegurança nalguns pontos do país.

Dos 15 sectores económicos considerados pelo INE, todos registaram uma expansão, com destaque para os serviços financeiros (19,3%) e indústria extractiva (13,4%), que foi impulsionada pelo aumento de produção nalgumas minas, em particular a de Moatize, operada pela brasileira Vale.

Também a indústria registou um forte acréscimo, de 12,5% no primeiro semestre, num ano em que se assiste ao lançamento de importantes projectos industriais, com destaque para o dos automóveis sino-moçambicanos Matchedje Motor, que chegaram ao mercado na semana passada.

Criada há cerca de três anos na localidade da Machava, nos arredores da capital moçambicana, Maputo, o projecto da Matchedje Motor resulta de um investimento da empresa China Tong Jian Investment Co., Ltd, estando nesta primeira fase a funcionar com duas linhas de montagem, com uma capacidade produtiva anual de 30 mil veículos.

Na segunda fase do projecto, prevista para o período 2016-2017, a capacidade de montagem da fábrica será alargada para 100 mil veículos por ano, após o que deverá ser aumentada para cerca de 500 mil veículos.

Outro importante impulso registado na economia moçambicana no início do ano foi o da produção de electricidade e água, que atingiu 11,9%.

Segundo a Economist Intelligence Unit, à semelhança de anos anteriores “os sectores económicos em mais rápido crescimento continuam a ser impulsionados por investimento directo estrangeiro de grande escala nas minas e energia.”

A EIU prevê um crescimento de 7,3% este ano e, face a indicações de que o crescimento económico poderá ter sido superior em 2013, aguarda a publicação de contas nacionais pelo INE.

Moçambique deverá receber nos próximos anos vultuosos investimentos no desenvolvimento das reservas de gás natural identificadas no norte do país, entre as maiores descobertas feitas a nível mundial nos últimos anos.

Estas reservas, refere a EIU, deverão atrair “mais investidores estrangeiros e novos parceiros comerciais”, “especialmente entre os países asiáticos grandes importadores de gás natural.” (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH