Confederação Empresarial de Portugal cria estrutura para lidar com mundo de língua portuguesa

9 October 2017

A CIP – Confederação Empresarial de Portugal, que reúne as principais empresas portuguesas, criou recentemente uma nova estrutura com o objectivo de aumentar a competitividade do país nas economias emergentes, e em particular nas de língua portuguesa.

Constituído por 24 membros, entre representantes de associações empresariais e de empresas, o Conselho Estratégico para a Cooperação, Desenvolvimento e Lusofonia Económica é presidido por Francisco Mantero (gestor e ex-dirigente da ELO – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Económico e a Cooperação).

O Conselho Estratégico terá como vice-presidente representantes da Galp Energia, Caixa Geral de Depósitos, Mota-Engil e Associação Industrial de Aveiro.

Esta estrutura desempenhará uma função de consultoria, estudo e recomendação no quadro da CIP, bem como de mobilização das entidades nacionais e internacionais para a cooperação, desenvolvimento e relacionamento económico com o mundo de língua portuguesa.

Uma fonte próxima da entidade disse à agência Macauhub que o novo Conselho, após uma primeira reunião em Setembro, está agora focado na mobilização de fundos europeus para projectos de empresas portuguesas e seus parceiros em economias emergentes.

A nova estrutura insere-se nos objectivos da CIP para 2017, que incluem o estímulo ao desenvolvimento de políticas públicas de apoios ao investimento, à inovação e à internacionalização.

Constituída em Janeiro de 2011, a CIP resultou da fusão das estruturas de cúpula empresarial AEP – Associação Empresarial de Portugal, AIP/CCI – Associação Industrial Portuguesa/ Câmara de Comércio e Indústria e CIP – Confederação da Indústria Portuguesa.

Nas negociações de concertação social em Portugal, que envolvem governo e sindicatos, a CIP é a principal entidade representativa das entidades patronais.

Alberga entidades associativas sectoriais e regionais, bem como todas as Câmaras de Comércio e Indústria de Portugal, num total superior a 114 empresas, com negócios estimados em mais de 105 mil milhões de euros.

Internacionalmente, faz parte de entidades como a BusinessEurope, Organização Internacional de Empregadores (OIE) e Organização Internacional do Trabalho, entre outras. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH