Obras de expansão do porto de Sines, em Portugal, foram adjudicadas

17 February 2020

As obras de expansão do Porto de Sines, infra-estrutura que poderá vir a ser parte da iniciativa Faixa e Rota, foram adjudicadas, decorrendo agora o concurso para concessão do novo Terminal Vasco da Gama.

A Administração do Porto de Sines informou que a obra referente ao prolongamento do molhe leste do porto, a concluir até ao primeiro trimestre de 2023, foi consignada à Conduril – Engenharia, num investimento de cerca de 72 milhões de euros.

A empreitada prevê a extensão do molhe em 750 metros, o que permitirá reforçar a protecção da zona leste do Porto de Sines, designadamente no que respeita à próxima fase de expansão do Terminal de Contentores de Sines – Terminal XXI, sob a responsabilidade da concessionária PSA Sines.

A Administração do Porto de Sines informou em comunicado de 5 de Fevereiro que o prolongamento desta infra-estrutura de protecção “criará as condições ideais para a recepção, em simultâneo, de quatro dos maiores porta-contentores em operação no mundo, com 400 metros de comprimento fora-a-fora.”

O Porto de Sines foi visitado na semana passada pelo secretário de Energia dos Estados Unidos da América (EUA), Dan Brouillette, acompanhado pelo ministro português das Infra-Estruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos.

O governante norte-americano disse ter discutido com as autoridades portuguesas “o interesse dos Estados Unidos neste leilão em particular”, sendo Sines “um ponto estratégico” para os EUA.

Esta é uma porta de entrada para a Europa, é o porto europeu mais próximo dos Estados Unidos, muitas das cargas vêm da costa leste dos EUA, é um ponto único e estratégico para nós. Penso que é esse o interesse e pelo qual estão as empresas norte-americanas aqui”, disse Brouillette.

O concurso público para a concessão do terminal Vasco da Gama, lançado em Outubro de 2019, decorre até Junho de 2020.

O aditamento ao contrato de concessão para adjudicação da expansão do Terminal XXI foi assinado a 12 de Outubro de 2019, traduzindo-se num investimento totalmente privado por parte da concessionária de cerca de 661 milhões de euros.

Vemos muito interesse dos EUA neste porto. Quando fechar o concurso [do Terminal Vasco da Gama], vamos ver quais as empresas que fizeram ofertas, mas o facto de estarem aqui hoje indica que há um interesse americano muito forte neste porto”, adiantou o secretário de Energia dos EUA.

A ex-ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, esteve na China em 2018 onde apresentou o projecto do Terminal Vasco da Gama à COSCO e à SIPG – Shanghai International Port Group.

O ministro dos Recursos Naturais da República Popular da China, Lu Hau, visitou o Porto de Sines em Maio de 2019 para conhecer os pormenores do projecto e a sua futura localização.

Ana Paula Vitorino manifestou em Maio de 2019 intenção de que “Portugal faça parte integrante da Nova Rota da Seda, na sua dimensão marítima”.

O ministro português das Infra-estruturas, Pedro Nuno Santos, disse que “há vários interessados que estão a avaliar o projecto do novo terminal de contentores.

Concluída esta próxima fase de expansão, o Terminal XXI duplicará a sua capacidade instalada para 4.1 milhões de TEU (1 TEU = 1 contentor de 20 pés), o que lhe permitirá projectar a sua posição no contexto internacional. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH